AAF sedia formatura do Proerd com 1.300 alunos

AAF sedia formatura do Proerd com 1.300 alunos
AAF sedia formatura do Proerd com 1.300 alunos

formatura-proerd-2016-foto-silvia-culiche-11Na manhã de sexta-feira, 25 de novembro, no Ginásio da Associação Atlética Ferroviária (AAF), a Policia Militar de Botucatu realizou a solenidade de formatura de mais uma turma do Proerd (Programa Educacional de Resistencia às Drogas e Violência),  que contou com a presença de várias autoridades, pais e profissionais da Educação.

Com as arquibancadas lotadas, cerca de 1,3 mil alunos de 19 escolas da Rede Municipal de Ensino, além do Colégio Santa Marcelina e Liceu Anglo,  participaram do evento, que este ano  abrangeu apenas os alunos dos quintos anos do Ensino Fundamental de cada unidade escolar.

Na abertura do evento, alunos do Núcleo Assistencial Paulo e Estevão, do Jardim Monte Mor, sob a coordenação de Evelyn Svicero Martins e Jonas Estevão, apresentaram vários números de dança, entre clássicos e breack,  que contagiou o publico presente.

Durante a cerimônia também foi realizada a entrega de uma medalha para um aluno de cada classe que se destacou na realização da redação que faz parte das atividades em sala de aula, que teve como tema “Nossas crianças de bem com a vida”.

A Policia Militar fez uma homenagem especial  ao Cabo Pontes, um dos organizadores do Proerd.nas escolas, em reconhecimento pelos serviços prestados.

Proerd

O Proerd é um programa cooperativo entre a Policia Militar, pais, escolas e a comunidade, visando orientar o procedimento de crianças e adolescentes diante da oferta de drogas, principalmente álcool e cigarro, as conhecidas drogas lícitas. Tal estratégia estimula o diálogo entre pais e filhos, bem como a inclusão do assunto e outros como cidadania e qualidade de vida, de forma  transversal no currículo escolar, sempre contando com a ajuda do corpo docente.

Também um programa educativo preventivo, onde o policial militar ministra lições semanais para alunos dos quintos anos  do ensino fundamental, fortalecendo as habilidades necessárias para que as crianças saibam se posicionar perante uma oferta de drogas, abordando os temas: autoestima; a pressão da mídia e dos colegas; alternativas ao uso das drogas; cidadania e consequência no uso, entre outros.